(ENGLISH)

Photo by Amos from Stockphotos.com on Unsplash

Sou o mestre da minha vida, da minha mente, do meu corpo e das minhas emoções!

Isso soa bem, não soa? Não há mais distracção do que se deseja. E isso pode ser feito com perseverança, disciplina e treino diário. Todos os resultados dependem do quanto se quer ser uma pessoa concentrada que é o mestre da sua vida, da sua força de vontade e da compreensão de como funciona a mente. Se conseguirmos compreender como funciona a mente, podemos controlá-la. Se a pudermos controlar, podemos dirigi-la. Se pudermos dirigir a mente, podemos criar o que quisermos como ficar em paz, em vez de ficarmos confusos ou distraídos por acontecimentos globais. 

Um dos meus professores hindus ensinou-me que a mente tem três áreas:

  1. Mente subconsciente = mente instintiva (a vaca come erva e nunca se aborrece)
  2. Mente consciente = mente intelectual
  3. Mente super consciente = a mente intuitiva sabe o que é bom para si.

É importante saber que você não é a mente. Penso que isso é reconfortante. É pura consciência a viajar por diferentes áreas da mente. 

A mente é um vasto espaço com muitas áreas diferentes dentro dela, como medo, ciúme, tristeza, alegria, amor, etc. A consciência é uma bola de luz resplandecente. Uma esfera, por assim dizer, que se pode mover para qualquer área da mente. 

Hoje, durante a aula de yoga, comecei por lhe pedir que estivesse conscientemente presente, estando consciente da bola brilhante de luz que representa a sua consciência. Para constantemente – quando distraído – trazer de volta a bola de luz brilhante ao seu corpo.

Deixar-se distrair é como ver um filme: 

Ao observá-lo de facto, dê ao realizador permissão para mover a sua consciência para múltiplas áreas da mente. Segue o actor principal de se apaixonar a odiar o parceiro, do medo, ao nascimento e à morte, enquanto sente todas essas emoções como se fosse você. Assim, inconscientemente, dás neste caso, ao ver o filme, permissão ao realizador para mover a tua consciência, aquela bola de luz brilhante da qual não tens controlo, de uma área da mente para outra.

Na vida real – todo o dia, todos os dias – dá permissão às pessoas e às coisas à sua volta para o fazerem. Quando não se aperceber da possibilidade de ser o mestre daquela bola de luz brilhante, acabará por ser um escravo. 

Ao usar a sua força de vontade e poderes de concentração, pode treinar como agarrar a bola brilhante de luz e mover a sua consciência para qualquer área da mente para onde queira ir em qualquer altura. 

Na próxima aula, vamos continuar. Um passo de cada vez.